02 outubro 2007

Roberta Sá, o país não é mais o mesmo.

Aqui vamos todos bem, Mãe. Nós estamos bem, mas nem todos neste país estão bem. Mãe, reconheço que alguns estão muito mal. Agora que venho para casa ao meio-dia almoçar com Vinicius, às vezes vejo um programa de esporte no canal 39 coordenado pelo tal Galvão Bueno.

Hoje, por exemplo, ele entrevistou o Técnico Dunga, que aliás, aproveitou para mostrar como se dirige uma seleção de futebol. Mas não é sobre isso que quero escrever.

No tal programa apareceu uma cantora, ou cantante como dizem nossos “hermanos” latinos: Roberta Sá. A mulher é até bonitinha, canta bem, mas é absolutamente analfabeta de Pai e Mãe.

A moça veio apresentar seu CD novo chamado “que belo estranho dia pra ter alegria” e lá pelas tantas disse:

- Notícia boa no Brasil é só na cultura ou esporte.

É burra ou analfabeta, não dá outra.

Minha impressão sobre a tal moça é que ela viajou para o centro da África em 2002 e ficou lá isolado do universo e voltou agora, saiu do avião e caiu lá no programinha do Galvão Bueno. Não leu nada, não ouviu nada, não falou com ninguém.

Eu acho que ela ainda acredita que o Presidente é o tal FHC ou pior. Coitada, enganou-se.

Depois que ela viajou na maionese ou para África Central, tanto faz, o Brasil mudou. Em 2003 a inflação era de 17% ao ano, hoje é 4,24%; os juro era 26% hoje é 11%; o risco Brasil era 2400 pontos, hoje é 162 pontos, o dólar agora é R$ 1,82; 15% da população que estava abaixo da linha da miséria saiu de lá e mais, pasme, 1 de cada 4 pessoas do Paraná que estavam abaixo da linha da miséria, saíram de lá.

Pior, Mãe, o Mundo viveu uma crise imobiliária, bolsas despencando e o Brasil passou batido, nada de problema ainda que a Rede Globo tivesse torcido para que os efeitos da tal crise afetassem a economia do país. E nada…

Assim não dá, fica difícil para a oposição, né, Mãe…

Nós vamos bem, mas os analfabetos políticos e desinformados vão mal, muito mal…

Digo mais, quando se lê na imprensa de que políticos são processados e colarinhos brancos são presos não são notícias ruins, ao contrária, agora tem polícia, tem vontade política em fazer justiça e imprensa interessada em divulgar.

Lembro que quando eu passava mais de 24 horas preso na Av. Paraná - na Polícia Federal de Porto Alegre - não havia nenhum repórter para divulgar se eu sairia vivo ou morto. Onde estava a imprensa naquela época? Escondida, com medo e nada dizia.

Beijos e Saudades.

Augusto

Um comentário:

Dr. Ricardão disse...

É... e eu tenho tanto ainda pra aprender...

Gostei mt do blog.
Abração!