27 setembro 2006

Coisas de Maringá...

Há assuntos que passam e não passam. Complicado mesmo. O caso Sevilha, por exemplo, parece que não combina nada com nada. É um daqueles casos que passa, mas não passa. Hoje, em frente a Prefeitura, conversando amenidades com um amigo, percebi que não sou eu, apenas, que acredita que "existe algo de podre no Reino da Dinamarca" sobre este assunto. É tão curioso que fico assim meio sem jeito. Intuição, como não sei nada sobre o assunto, fico apenas intrigado. Coisas de Maringá...
__________________________________
Auditor assassinado investigava fraudes
O delegado da Receita Federal Fernando Saraiva, de Ponta Grossa, tem certeza que o auditor Antônio Sevilha sabia demais antes de ser assassinado, em 29 de setembro do ano passado. Foi Saraiva quem chefiou uma operação com 30 auditores da Receita, em Maringá, após a execução de Sevilha, a tiros, no Jardim Novo Horizonte, centro de Maringá. O crime permanece sem elucidação, mas não existem mais dúvidas de que o auditor investigava as supostas fraudes fiscais envolvendo empresas de importação, funcionários públicos, porto seco e aeroporto.

O auditor assassinado era chefe do setor aduaneiro da Receita Federal em Maringá. "As investigações após a morte de Sevilha levaram a Receita Federal e a Polícia Federal a esse grupo que atua em todo o país", revela Saraiva.

O delegado ressalta que as suspeitas de ação dos sonegadores em Maringá são semelhantes ao resto do país. "Maringá não difere em nada do que foi descoberto no país, a não ser porque teve bastante gente envolvida. Esse crime usava aeroportos, estações aduaneiras de vários lugares."
Fonte: http://www.popmax.com.br/

Um comentário:

L.E.E disse...

Você critica muito a cidade, deveria ater-se apenas as críticas políticas que expressam seu ponto de vista. Até aí tudo bem, mas não trate o povo da cidade como se fossemos todos uns caipiras sem informação e consciência política só porque aqui a maioria das pessoas não defende o PT tanto quanto você. Ta descontente, volta pra Porto Alegre.